7 de julho de 2007

luto





atravessava a morte
com a lentidão rigorosa dos amantes

e voltava
voltava sempre

trazia em pedaços de papel
coisas cada vez maiores

que já só podia arrumar no coração






3 comentários:

magnohlia disse...

Que lindo!

Amélia disse...

Confirmo o que diz magnohlia.Gostei muito.

carmen disse...

Por vezes paro aqui de supetão... pelo prazer inesperado.